Nefrite Aguda

Uma conduta médica antroposófica

Tratamento ambulatorial

1. Introdução


Apresentação de um caso clínico de nefrite aguda, de etiologia infecciosa, pós-amigdalite, num paciente do sexo masculino de meia idade, cujo tratamento foi realizado com os recursos médicos antroposóficos, com remissão total do quadro clínico-laboratorial, em um ano de tratamento.

2. Caso Clínico

J.E.C., engenheiro, casado, nascido em 23.9.45, residente em Juiz de Fora-MG.

Data da primeira consulta: 17.12.97.

QP – "Urinando pouco, inchação nas pernas, moleza".

HDA – Após uma infecção de amígdalas em novembro de 1997, com tratamento convencional com antibiótico, chegou a esta clínica no mês seguinte, com edema corporal, urinando pouco de manhã (urina com espuma), dormência nas mãos e cansaço.

Exame Físico – 80 Kg, 1,76m, PA 150 x 90 e edema nas pernas (tibial e peri-maleolar).

Conduta – O tratamento inicial foi para as esferas da oro-faringe e renal. Começou-se com uma conduta mais enérgica, para debelar o quadro clínico-laboratorial da nefrite. Após o quinto mês, já apresentava melhoras, sendo necessário reduzir gradativamente a medicação. Após um ano de tratamento recebeu alta clínica. Mesmo no último retorno, em 2003, a patologia estava totalmente debelada.


3. Evolução

Em um exame de urina de rotina, realizado no dia 20.11.97, antes deste quadro clínico, a urina não apresentava nada relevante: piúria 1.600/ml e hematúria 50/ml. Mesmo antes da consulta, o paciente foi solicitado a realizar um exame de urina (bacterioscopia pelo Gramm, em 15.12.97), o que revelou por microscopia direta, a presença de raros polimorfos nucleares e mononucleares, raros cocos Gramm positivos, isolados.

Em 30.12.97, na vigência do quadro clínico da nefrite, o VHS 48/82 e a urina: Hemoglobina (++++), moderados polimorfos nucleares e mononucleares, moderados cocos Gramm positivos, isolados e em fileiras. Outros valores sanguíneos normais (leucócitos, creatinina, uréia, potássio, sódio, PCR, Latex e FAN).

Em 14.1.98, creatinina 1.50 mg/dl, complemento C3 112 (N=50 a 90), proteinúria 32.00 (N=0), creatinina urinária 130.0 mg/dl (N=21 a 26 mg/kg/24 hs).

Em 23.1.98, Leucócitos 11.300, VHS 82/102, piócitos 16/campo e hemácias numerosas (+++), creatinina urinária 77.5 mg/dl (N=21 a 26 mg/Kg/24 hs), proteinúria 7.10 mg/dl (N=0),

Em 18.2.98, leucócitos 7.700, VHS 85/105, uréia 52 mg/dl, creatinina 1.6 mg/dl, piócitos 9/campo e hematúia numerosa (++).

Em 19.3.98, VHS 66/97, uréia 39 mg/dl, creatinina 1.3 mg/dl. Hematúria 22.000/ml, piúria 7.000/ml, creatinina urinária 120.0 mg/dl, proteinúria 0,70 (N=0).

Em 20.4.98, VHS 55/100. Outros exames normais, exceto hematúria 23.000/ml, creatinina urinária 120.0 mg/dl, proteinúria 1,70 mg/dl.

Em 5.3.98, VHS 80/98, uréia 42, creatinina 1.4, hematúria 160.000/m

Em 25.6.98, VHS 13/58, hematúria ausente, proteinúria 2.0 mg/dl, creatinina urinária 125.0 mg/dl.

Em 24.11.98, VHS 41/85, proteinúria de 24 hs 0,04 g. creatinina urinária 97.5 mg/dl. Clearence da creatinina/1.73m2 114.55 ml/min (N=60 a 120).

Em 12.1.01, VHS 18/55, colesterol 148, proteinúria 12.50 (N=0), creatinina urinária 174.0 mg/dl.

Em 27.8.02, VHS 11/46, proteinúria de 24 hs 0,06 g. Clearence da creatinina 116 ml/min. 

 

 

14.1.98

19.3.98

20.4.98

25.6.98

24.11.98

            28.6.99

VHS

-

66

55

13

41

10

Uréia

-

39

36

33

41

36

Creatinina

1.5

1.3

1.3

1.0

1.3

1.1

Hematúria

Numerosas

21/campo

22/campo

Ausente

ausente

Ausente

Proteinúria

32.00

0.70

1.70

2.00

0.04

0.05

 

4. Discussão e Conclusão

Este é um relato de um caso de cura de Nefrite (Glomerulonefrite aguda) com remédios antroposóficos. A medicação mostrou-se eficaz e plenamente satisfatória neste caso. Isso ocorreu porque o paciente procurou o tratamento na primeira fase da doença.

Cabe ressaltar que os casos de nefrite aguda dificilmente chegam às mãos do clínico antroposófico na fase inicial, pelo menos o que temos como experiência. Graças à confiança depositada nesta conduta, o paciente recorreu urgentemente a este tratamento. Foi orientado, no entanto, por falta de experiência deste autor, neste caso clínico agudo, a recorrer ao especialista da área. Mas o paciente se negou terminantemente a procurar outro recurso, permanecendo até o final deste tratamento com a nossa conduta. 

5. Abstract  

This is a case of cure of Nephritis (Acute Glomerulonephritis) with antroposophic medicines. The medication was shown effective and fully satisfactory in this case. That happened because the patient sought the treatment in the first phase of the disease

 

Dr. Antonio Marques