O que é Medicina Antroposófica?

Muitas pessoas colocam a medicina antroposófica entre as terapias naturalistas ou alternativas, equiparando-a à fitoterapia ou à homeopatia, e chegando mesmo a confundi-la com estas. Pretende-se apresentar, nestas linhas, uma auto-caracterização que representa a opinião da própria medicina antroposófica a esse respeito.
 
1- A medicina antroposófica não é idêntica à medicina naturalista. Todavia fala-se em medicina naturalista, quando ela recorre também a medicamentos produzidos a partir de matérias primas naturais.
 
2- A medicina antroposófica não é fitoterapia, embora seus remédios incluam umas 250 plantas medicinais como matéria prima ou componentes básicos. Contudo os remédios baseados em matérias primas minerais naturais preponderam na medicina antroposófica; são mais importantes.
 
3- A medicina antroposófica tampouco é uma espécie de homeopatia. Aceitou desta apenas a técnica da dinamização e da nomenclatura das potências, embora com modificações relevantes.
 
A medicina antroposófica é simplesmente a ampliação da arte médica com base em critérios da Ciência Espiritual Antroposófica. A Antroposofia é, usando palavras de seu criador Rudolf Steiner (1861-1925), um caminho cognitivo pelo qual deveria ser estabelecida uma ligação entre o que existe de espiritual no homem e no universo.
 

Continue Lendo

TREINAMENTO COM DR. CÍCERO COIMBRA



Dr. MIKHAEL MARQUES E Dra. JÉSSICA TILLI, PARTICIPARAM DO TREINAMENTO COM Dr. CÍCERO COIMBRA (NEUROLOGISTA) SOBRE ALTAS DOSES DE VITAMINA D EM DOENÇAS AUTO-IMUNES.

Maiores informaçōes:

https://www.youtube.com/watch?time_continue=8&v=2vdJbowhTxY

https://vitaminadporumaoutraterapia.wordpress.com/contatos-de-medicos/

NOITE DE AUTÓGRAFO

Dr Antonio Marques e sua filha Christianne, acadêmica de medicina da FAME (Unipac) - JF, em noite de autógrafo do livro: "Síndrome do Pânico tem cura", durante o Congresso de Medicina Antroposófica em Juiz de Fora (MG).

PATCH ADAMS e MIKHAEL

Dr Mikhael Marques participou do Congresso de Medicina no Hospital AKH de Viena (Áustria), em 19 e 20 Set 2010, fez workshop com Patch Adams.

NOITE de AUTÓGRAFOS em RECIFE

Dr Antonio Marques foi convidado para noite de autógrafos em Recife dos seus três últimos livros: Prática Médica Antroposófica - medicina baseada em conhecimento. Farmacologia Clínica - através da análise dedutiva do fármaco. Síndrome do Pânico tem cura.

IMPORTÂNCIA DA VITAMINA B6



Vitamina B6 corresponde a um grupo de 6 compostos, sendo os mais importantes  piridoxina, piridoxal 5 fosfato e piridoxamina fosfato.

Importante em mais de 100 reaçōes enzimáticas no metabolismo de carboidratos, neurotransmissores, lipídeos e principalmente aminoácidos.

No SISTEMA NERVOSO CENTRAL, em falta desta vitamina, o Eletroencefalograma se mostra anormal.


Está presente na maioria dos alimentos: mas cozimento e processamento são fatores que induzem grandes perdas desta vitamina. Por exemplo: a moagem de trigo para fabricação da farinha pode eliminar 70 a 90%, congelamento de vegetais 35 a 55%!!! 

Alimentos com grandes quantidades de vitamina B6:
Nozes, banana, brócolis, melado e couve-flor. Além disso é produzido pela flora bacteriana intestinal!


Sua carência pode dificultar inclusive a ação de hormônios esteroides, além de predispor à câncer, principalmente intestino, pâncreas e tumores hormônio dependente, como mama e próstata. Também anemia microcítica (hemácias pequenas), dermatite seborreica, convulçōes, depressão e aterosclerose.

 

Medicamentos como isoniazida (utilizado no tratamento da tuberculose) e contraceptivos orais podem diminuir esta importante vitamina. Alcoolistas e mulheres que apresentam pré-eclâmpsia ou eclampsia também apresentam menores quantidades. Alta ingestão protéica diminui igualmente suas concentrações.

 

Existe a possibilidade de medição no sangue, apenas cuidado à interpretação do resultado, pois exercício físico moderado a intenso eleva o resultado sérico; já o aumento da fosfatase alcalina e gestação diminuem concentração plasmática.

 

Importante também ressaltar sua atuação no metabolismo dos aminoácidos triptofano (precursor da serotonina e melatonina)  e metionina.

Mikhael Marques

Referência: 
Cozzolino SMF. Biodisponibilidade de nutrientes. 5th ed. São Paulo: Manole; 2016.


 

  • 1
  • 2